SUPERANDO OS SABOTADORES DE METAS

Quando você estabelece metas, precisa estar atento às dificuldades do percurso. Para te ajudar nesse processo, hoje você vai aprender a lidar com os sabotadores de metas que podem atrasar e atrapalhar os seus planos. E se você tem o costume de abandonar metas pela metade, procrastinar ou simplesmente desistir do que planejou, então esse artigo é para você.

O primeiro grande sabotador é: Falta de Objetivo Claro e Definido 

Muitas pessoas acreditam que têm objetivos, mas, na prática, só têm sonhos vagos. Por exemplo, você pode desejar ter seu próprio negócio, conquistar sua independência financeira e ter uma marca reconhecida. Mas ficar apenas com a dimensão do pensamento, você nunca terá condições de realizá-los. Percebe como se tornam apenas ideias e desejos? O certo a fazer é arregaçar as mangas e começar a definir objetivos claros e em seguida definir metas concretas para a conquista desses objetivos. A explicação está no próprio cérebro humano, que melhora suas conexões neurais quando tem desafios estimulantes e metas a cumprir. O cérebro precisa de manter o foco. 

Outro grande sabotador é: Metas fora da realidade

As metas precisam ser possíveis de serem realizadas. Quando você define uma meta impossível, que exige um esforço imenso e tem poucas chances de se realizar, está automaticamente boicotando a si mesmo, é o mesmo que remar contra a maré, só vai te exigir um esforço fenomenal para nada. E quer saber qual o resultado desse muito movimento para nenhum resultado? Você acaba desistindo, até porque não tem outra opção. Por isso, é tão importante ser realista e analisar racionalmente suas reais condições antes de fixar algo que só vai atrasar sua vida. Antes de estabelecer uma meta, faça as seguintes perguntas a si mesmo: 

  • Essa meta é possível de ser realizada?
  • Tenho condições de realizar essa meta dentro do prazo sem prejudicar meus outros compromissos e obrigações?
  • O esforço para essa tarefa pode garantir resultados?

Independente de qual for o seu objetivo, o ideal é começar com metas mais simples e ir avançando aos poucos, assim, você vai sentir o ritmo do seu progresso e poderá conciliar melhor suas atividades diárias com a dedicação às metas.

E por último, o sabotador: Ausência de um Plano de Ação

As metas específicas direcionam para tarefas, e é aí que você também vai precisar de um plano de ação para colocar em prática. Até a mais específica das metas, exige que você planeje as ações para cumprir o que foi estabelecido. Simplificando: a execução das metas deve ser desdobrada em listas de tarefas, que nada mais são do que seu plano de ação.

E por fim, não poderia deixar de compartilhar duas dicas que valem ouro! 

  • Primeiro: Escolha uma ferramenta para organizar suas metas e objetivos, como um planner físico ou plataforma/aplicativo de gestão de tarefas.
  • Segundo: Faça seu planejamento pessoal e profissional no início de cada ano, reveja no início de cada mês revisando suas conquistas e atualizando metas e objetivos

Uma coisa é certa, apesar das metas não serem nada simples, elas existem para facilitar nossas vidas, pois criam condições de realizar objetivos de vida. Mas, como você acabou de ver, precisam ser definidas de forma estratégica. Por isso, sempre que for determinar as suas metas, faça uso do método SMART que falamos no vídeo de Metas. 

E nem pense achar que pode estabelecer seus objetivos e metas somente na cabeça, fazer uso de uma metodologia é o que vai te dar clareza no caminho que está trilhando. 

Agora eu tenho uma pergunta para você: Como avalia suas metas pessoais e profissionais?

Me conte aqui nos comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *